Blefaroplastia

Nenhuma ruga ou sulco facial é capaz de fazer sua aparência parecer mais envelhecida do que pálpebras caídas ou bolsas de gordura abaixo dos olhos. Muito popular entre pacientes de diferentes  idades, a blefaroplastia é um procedimento que pode reverter os sinais de envelhecimento nas pálpebras superiores e /ou inferiores, já a partir dos 30 anos de idade, quando a flacidez e as bolsas abaixo dos olhos podem começar a incomodar.

A blefaroplastia é um procedimento simples de rápida recuperação, mas bastante técnico. A escolha de um cirurgião plástico experiente te deixará confortável para passar pela cirurgia e receber seus inúmeros benefícios.

Conheça tudo sobre a cirurgia nesse texto desenvolvido pela Dra. Rita Sotelo, que atende na Clínica Sotelo em Lajeado-RS e recebe muitos pacientes da capital do estado e de diversas cidades próximas como Estrela, Arroio do Meio, Cruzeiro do Sul, Colinas, Imigrante, Bom Retiro do Sul, Teutônia, Paverama, Poço das Antas, Westfalia , Boa Vista do Sul e Fazenda Vilanova.

blefaroplastia a cirurgia plastica das palpebras

Sinais de Envelhecimento nas Pálpebras Superiores

As pálpebras superiores devem ter dobras e bordas limpas, nítidas e uniformes. Não deve haver pele flácida tocando os cílios e a pele em si deve ser lisa e sem rugas para evitar o aspecto envelhecido.

Pálpebras Superiores: Sinais de Envelhecimento

  • Excesso de pele na pálpebra fazendo o paciente parecer mais velho
  • Pálpebras caídas, em posição que pode até mesmo tampar um pouco o campo de visão superior.
  • Olhos que parecem tristes, cansados ​​ou com raiva.
  • Perda da aparência bem definida das pálpebras, com a pele enrugada.
  • Pacientes do sexo feminino acham difícil aplicar maquiagem devido ao excesso de pele.
  • Aparecimento de gordura saliente na pálpebra superior.

A blefaroplastia de pálpebras superiores é o procedimento que pode reverter todos esses sinais de envelhecimento.

Em alguns casos mais raros, os pacientes têm apenas a pálpebra superior envelhecida ou caída, não precisando de tratamento das inferiores. Essa questão será analisada em consulta e a Dra. Rita Sotelo informará o melhor procedimento.

blefaroplastia antes e depois

Sinais de Envelhecimento nas Pálpebras Inferiores

As pálpebras inferiores devem ter uma aparência suave, lisa e discreta. Devem se misturar perfeitamente com as bochechas, sem protuberâncias ou bolsas de gordura aparentes. A pele é idealmente justa, e a margem da pálpebra deve estar na borda inferior da íris, ou ligeiramente acima dela.

  • Os principais culpados do envelhecimento da pálpebra inferior são as bolsas de gordura. As “bolsas” são compostas de gordura protuberante que fazem o paciente parecer cansado, aumentando anos à sua aparência.
  • A pele da pálpebra inferior com aspecto enrugado é outra característica marcante das pálpebras inferiores, que indica a cirurgia plástica das pálpebras. Estas alterações são resultantes da perda de elasticidade da pele causadas pelo envelhecimento e exposição solar.
  • Por fim, as olheiras são muito comuns com o envelhecimento da pálpebra inferior e podem ser causadas por sombras feitas pela gordura protuberante ou por uma pigmentação mais profunda na região da pálpebra inferior. A blefaroplastia também pode auxiliar essa condição.

A blefaroplastia da pálpebra inferior reverte muitos desses sinais de envelhecimento.

O que é blefaroplastia?

A blefaroplastia ajuda a reverter os sinais de envelhecimento nas pálpebras superiores e inferiores.

A cirurgia plástica das pálpebras pode:

  • Eliminar bolsas de gordura nas pálpebras superiores e inferiores.
  • Remover o excesso de pele das pálpebras.
  • Suavizar rugas.
  • Melhorar olheiras nas pálpebras inferiores.
  • Eliminar as pálpebras caídas (superiores ou inferiores) causadas pela idade.

blefaroplastia como funciona

Candidatos à blefaroplastia

Qualquer pessoa com sinais de envelhecimento nas pálpebras superiores e / ou inferiores pode se beneficiar da blefaroplastia. Os pacientes devem estar saudáveis ​​e relativamente em forma para passar pelo procedimento. Fumantes devem parar de fumar pelo menos 2 semanas antes da cirurgia e não retomar por pelo menos 6 semanas.

Você deve informar à Dra. Rita Sotelo se tiver problemas com olhos secos ou se tomar medicamento para a tireoide, pois esses fatos podem afetar o procedimento.

Blefaroplastia: A Cirurgia

As cirurgias das pálpebras superiores e inferiores são procedimentos totalmente diferentes. A diferença decorre da forma com que cada pálpebra se comporta com o envelhecimento.

Em geral, a principal  preocupação com a pálpebra superior é o excesso de pele, enquanto a principal preocupação com a pálpebra inferior são as bolsas de gordura.

A blefaroplastia da pálpebra inferior tende a ser muito mais técnica do que a blefaroplastia da pálpebra superior.

blefaroplastia superior

Menos pode ser mais

Remoção da Pele na Blefaroplastia

Na pálpebras superior, a remoção da pele ajudará a restaurar bordas limpas e a eliminar rugas que fazem as pálpebras parecerem sanfonadas.

Já nas pálpebras inferiores, a remoção da pele nem sempre é procedida e nos casos em que haja necessidade, deve ser feita com máxima cautela. A remoção excessiva da pele da pálpebra inferior pode levar a problemas funcionais e estéticos. Olhos ressecados, aparência triste ou até mesmo a incapacidade de fechar totalmente os olhos são efeitos negativos do pós-cirúrgico que podem, infelizmente, acontecer em procedimentos mal realizados.

Remoção das Bolsas de Gordura na Blefaroplastia

Nas pálpebras inferiores, a remoção de bolsas de gordura é sempre desejável quando as mesmas (existem 3 na pálpebra inferior) estiverem ressaltadas. No entanto, a remoção excessiva pode causar uma aparência vazia, esquálida, pouco atraente. O excesso de gordura na pálpebra inferior é normalmente reposicionado e remodelado (em vez de removido completamente) para ajudar a planificar a junção da pálpebra inferior com a bochecha, eliminando ressaltos.

Nas pálpebras superiores, as bolsas de gordura (contam em 2 em cada uma dessas pálpebras) precisam ser removidas criteriosamente e nas áreas certas. Muita remoção pode levar a uma aparência “esquelética”.

Nas pálpebras superiores, um sinal importante do envelhecimento normalmente é a perda de gordura que ocorre naturalmente com a idade. Portanto, a técnica de Blefaroplastia superior não deve se exceder na retirada de gordura, contando com o andamento futuro da idade e a perda natural de gordura que continuará existindo.

A Dra. Rita Sotelo poderá explicar melhor todas as possibilidades e eliminar suas dúvidas quanto aos riscos de excessos.

blefaroplastia inferior

Incisões e Cicatrizes da Blefaroplastia

As Incisões nas pálpebras normalmente cicatrizam de forma exemplar.  Normalmente são quase imperceptíveis. Além das incisões serem localizadas em dobras naturais das pálpebras, a região do entorno dos olhos tem pele bastante fina com excelente capacidade de cicatrização.

Incisões da Cirurgia Plástica de Pálpebras Superiores

A incisão das pálpebras superiores fica localizada no vinco natural, escondendo a cicatriz tanto com os olhos abertos quanto com os olhos fechados. A cicatriz ficará quase invisível em ambos os casos.

Incisões da Cirurgia Plástica de Pálpebras Inferiores

A incisão das pálpebras inferiores pode ser feita de duas maneiras:

  • Sob e bem próximo à borda palpebral: esta incisão cicatriza muito bem e esconde-se facilmente com qualquer tipo de maquiagem.
  • No interior da pálpebra inferior: Na abordagem transconjuntival ,a incisão ocorre apenas na conjuntiva, a “pele” interna à pálpebra inferior. A incisão é feita no interior da pálpebra e, portanto, não há cicatriz externa. Esta incisão é usada quando não há remoção de pele e apenas as bolsas de gordura são retiradas abaixo dos olhos, o que costuma ocorrer com pacientes mais jovens.

blefaroplastia incisões e cicatrizes

Detalhes da Blefaroplastia: Tipos de Procedimentos

Em pacientes específicos, a blefaroplastia das pálpebras superiores pode ser feita apenas com anestesia local  e sedação na própria Clínica Sotelo, na presença do Anestesista.

Detalhes do Procedimento: Blefaroplastia das Pálpebras Superiores

A Dra. Rita marcará a pele com caneta antes da cirurgia. Após a anestesia, fará uma incisão na prega da pálpebra superior e removerá a pele. Somente quando apropriado ela remove a gordura das pálpebras superiores, sempre de maneira conservadora, evitando o risco de exageros. Se a pálpebra superior estiver caída devido aos efeitos da idade, corrige-se a queda com pontos especialmente localizados nos músculos das pálpebras superiores. Finalmente, a incisão é meticulosamente fechada para obtenção de uma cicatriz extremamente suave.

Detalhes do Procedimento: Blefaroplastia das Pálpebras Inferiores Tradicional

A incisão é feita logo abaixo dos cílios e as bolsas de gordura da pálpebra inferior são expostas. Realiza-se remoção e o remodelamento da gordura para eliminar “bolsas” e obter um contorno suave. Remove-se uma pequena quantidade de pele, se necessário, para suavizar as rugas e alisar a pele. A Dra. Rita é extremamente cuidadosa para evitar a remoção excessiva da pele, o que pode causar complicações estéticas e funcionais. A incisão é então fechada com pontos para uma ótima cicatrização.

Detalhes do Procedimento: Blefaroplastia das Pálpebras Inferiores Transconjuntival

Nos casos em que a remoção da pele não é desejada, a blefaroplastia da pálpebra inferior pode ser realizada através de uma incisão na pele interna da pálpebra inferior, a conjuntiva. Nesse caso nenhuma incisão externa precisa ser feita. Essa técnica é chamada de “blefaroplastia transconjuntival”.

Após a incisão interna feita com eletrocautério, remove-se cuidadosamente o excesso de gordura protuberante na pálpebra inferior. O procedimento é concluído quando o aspecto protuberante é eliminado e um contorno suave se estabelece. Interessante que pontos de sutura geralmente não são necessários neste procedimento .

Pós-operatório da Blefaroplastia

Após a  blefaroplastia, você será transferido para a área de recuperação para ser monitorado. Ao acordar da anestesia, nossa equipe de enfermagem monitorará seu progresso e, após duas horas aproximadamente, receberá alta hospitalar.

Recuperação

Em domicílio,  você deve descansar o máximo possível. Não são permitidas atividades extenuantes e até mesmo atividades que forcem a vista, como assistir televisão e ler, devem ser evitados nas primeiras 48hs.

Para ajudar na diminuição do inchaço e dos hematomas ao redor dos olhos, é recomendável que se use 3 ou mais travesseiros para manter a cabeça elevada.

A dor, se vier, será provavelmente leve. A Dra. Rita Sotelo prescreverá medicação para a dor. Você pode se sensibilizar com a luz e o brilho nos primeiros dias, isso é normal.  Hematomas tendem a durar de 1 a 2 semanas.

Cconsultas após a blefaroplastia

Sua primeira consulta na Clínica Sotelo ocorrerá dois dias após a cirurgia. A maioria dos pacientes retorna ao trabalho entre 7 e 10 dias. Exercícios leves,como caminhadas, podem ser feitas entre uma e duas semanas após a cirurgia. Evite atividades extenuantes até 4 a 6 semanas após a cirurgia. Após a primeira consulta pós-operatória novas consultas serão marcadas, caso tudo corra bem, em média, após 1 mês e meio, 6 meses e um ano após a cirurgia.

Fotos do pós cirúrgico serão tiradas nessas consultas para avaliação e documentação da evolução.

A blefaroplastia tem baixo nível de complicações, elas porém existem. Na sua consulta, a Dra. Rita  explicará os possíveis riscos e complicações associados ao procedimento. Tudo será feito de modo a resguardar sua máxima segurança e se os riscos não forem rigorosamente controláveis, ela não recomendará o procedimento.

Perguntas e Respostas Sobre Blefaroplastia

O que é a cirurgia plástica de pálpebras?

A cirurgia plástica das pálpebras, também conhecida como lifting de pálpebras ou blefaroplastia, é um procedimento de cirurgia plástica projetado para rejuvenescer a região ao redor dos olhos, livrando o paciente de pele em excesso, pálpebras caídas, bolsas abaixo dos olhos e eventualmente olheiras.

As especificidades do procedimento são grandes, e cada paciente pode ter uma indicação diferente. Alguns, por exemplo, fazem apenas a cirurgia nas pálpebras superiores, outros apenas nas inferiores. Outros pacientes, principalmente os de idade mais avançada, realizam a  cirurgia de pálpebras superiores e inferiores. O processo pode incluir a ressecção de pele e a retirada e remodelagem de gordura para entregar um olhar rejuvenescido.

A cirurgia de pálpebras está entre os cinco ou seis procedimentos mais populares da cirurgia plástica.

A blefaroplastia é para mim?

A cirurgia de pálpebra pode ajudar você a parecer mais jovem. Aliás, esse procedimento é um dos que melhor propicia isso. Ao se ajustar a pele ao redor dos olhos e retirar-se o excesso de gordura, o procedimento pode ofertar uma aparência ‘mais bonita’ para pacientes de 30 anos em diante.

Outro aspecto pouco falado é que a visão também pode melhorar após o procedimento das pálpebras superiores. A pele excessiva pode empurrar as pálpebras superiores para baixo e prejudicar o campo de visão.

palpebras caidas ptose

Posso fazer a cirurgia em que condições de saúde?

Se você for relativamente saudável e não tiver condições graves pré-existentes. Se deseja tratar pálpebras caídas, flácidas, bolsas inchadas abaixo dos olhos e olheiras sombreadas ao redor dos olhos.

Os candidatos iniciais têm por volta de 30 anos, já que essa é a idade da pele começa a perder elasticidade e que as bolsas abaixo dos olhos começam a aparecer em quem tem a genética ‘programada’ para isso. No entanto o procedimento é mais popular à medida que as pessoas envelhecem, especialmente com pessoas na faixa dos 50 ou 60 anos.

Quanto custa uma blefaroplastia?

O custo de qualquer cirurgia plástica depende muito da sua região, da qualificação e reconhecimento do cirurgião e da complexidade da sua cirurgia.

Se você precisa de procedimentos nas pálpebras superiores e inferiores concomitantemente, é possível economizar na anestesia e instalações fazendo o procedimento em um só ‘tempo cirúrgico’.

Como escolher um cirurgião plástico para minha blefaroplastia?

Pode ser tentador encontrar o preço mais barato, mas sua prioridade deve ser encontrar um cirurgião plástico experiente, certificado pela SBCP, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Pergunte ao médico com que frequência eles realizam o procedimento, e dê preferência a quem já tem certa experiência e pratica a cirurgia constantemente.

“O cirurgião plástico deve fazer você se sentir confortável e confiante”, diz a Dra. Rita Sotelo. A estrutura do consultório e os funcionários também devem inspirar confiança.

Como devo me preparar para este procedimento?

Mesmo que a cirurgia de pálpebra não exija uma recuperação complicada, você precisa se planejar com antecedência. Isso significa tirar alguns dias de folga do trabalho, por exemplo. Algumas pessoas estão prontas para retornar dentro de cinco a sete dias aos afazeres profissionais não exigentes, especialmente se a blefaoplastia for feita apenas nas pálpebras superiores. A blefaroplastia da pálpebra inferior tende a ter uma recuperação um pouco mais demorada.

Uma vez em casa, bolsas térmicas geladas auxiliarão na redução do inchaço e acelerarão a recuperação. A Dra. Rita pode sugerir que você use sabão antisséptico para lavar as suturas. O colírio recomendado nas consultas prévias já deve estar à mão para evitar o ressecamento dos olhos, bem como o analgésico e grandes óculos escuros para usar nas primeiras saídas de casa.

Não negligencie a questão dos travesseiros. Elevar a cabeça ajuda a reduzir o inchaço e acelera a recuperação. Se você estiver viajando, um travesseiro de viagem melhorará o conforto a caminho de casa.

O que acontece no dia do procedimento?

A cirurgia plástica das pálpebras é relativamente tranquila, especialmente em comparação com a maioria das outras cirurgias plásticas. O procedimento é realizado na própria clínica Sotelo, na maior parte dos casos ,usando anestesia local e sedação .

O procedimento em si consiste em incisões finas próximas às bordas dos cílios que eliminam a pele em excesso e a flacidez, dando acesso às bolsas de gordura que precisam ser retiradas ou remodeladas para rejuvenescer a região dos olhos.

Você deve entrar e sair da cirurgia em duas horas ou menos.

Qual é o tempo de recuperação?

O processo de recuperação geralmente não é extenso. A maioria dos médicos sugere duas semanas de recuperação antes de retornar às atividades normais. Pode haver algum inchaço e hematomas, mas a maioria das pessoas não sente muita dor.

Quais resultados posso esperar?

Pálpebras mais firmes e olhos mais abertos e vibrantes. Pálpebras caídas e pele excessiva envelhecem sobremaneira a face. Os resultados podem ser sutis, mas impactantes, e duram anos. Você deve parecer natural, mais bonito e rejuvenescer alguns anos.

Quais são os possíveis efeitos colaterais ou riscos da cirurgia de pálpebras?

Como qualquer cirurgia, existem riscos associados. Possíveis complicações incluem a incapacidade de fechar a pálpebra superior, se muita pele for removida. Ressecamento dos olhos é uma possibilidade, e se você já tem olhos que tendem a ressecamento, há uma chance de a cirurgia piorar a condição.

A cegueira permanente e a visão dupla são “extremamente raras e não acontecem em mãos experientes”.

É sempre bom discutir possíveis problemas e expor seus temores com a Dra. Rita Sotelo antes da cirurgia.

Existem alternativas para a cirurgia das pálpebras?

A cirurgia das pálpebras é a maneira mais eficaz de tratar muitos problemas na área dos olhos, mas outras opções podem produzir bons resultados sem cirurgia. O Botox, por exemplo, pode levantar sutilmente as sobrancelhas, afastando a pele da pálpebra. O tratamento com laser profundo pode dar tonicidade à pele da pálpebra inferior.

Tratamentos à laser (laser de CO2 fracionado é um exemplo) das pálpebras inferiores podem melhorar a textura e o tônus e alguns preenchimentos melhorarem o contorno da região.

De todo modo, todas as alternativas não-cirúrgicas são paliativas para a região e só produzem resultados convincentes em pacientes mais jovens, com queixas leves.

Agende uma consulta

Deixe sua mensagem ou ligue para (51) 3748-3761. Se preferir mande uma mensagem via WhatsApp para (51) 99730-9250.

          

Médicos Responsáveis

Dr. Nelson Sandoval
Cirurgião Geral
CRM-RS: 5.745 e RQE: 12.301

 

Dra. Rita Sotelo
Cirurgiã Plástica
CRM-RS: 28300 e RQE: 20640
www.clinicasotelo.med.br

Clínica Central Lajeado-RS
Rua Marechal Deodoro, 491 – Centro
Fone: (51) 3748.3761 / 99730.9250

 

Consultórios em Teutônia RS
Rua Dom Pedro II, 803 – Canabarro
Fone: (51) 3762.8461

Rua Santos Dumont, 957 – Languiru
Fone: (51) 3762.1113